001.jpg
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/947435Fiscontal.jpglink
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/467488837198002.jpglink
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/146270Segeti_Silva.jpglink
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/990153Sem_t__tulo_1.jpglink
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/900985ARQFISCO.jpglink
Fiscontal The accounting as a source of resistance to the economic crisis SS Tap Arq Fisco


Bom pagador PDF Imprimir E-mail


Por DCI

O governo anunciou na semana passa- da a antecipação do prazo para as pessoas físicas e as empresas fazerem a adesão ao Refis da Crise e pagar suas dívidas com o fisco federal que venceram até o dia 31 de dezembro de 2013. A nova data é 25 de agosto. O pagamento pode ser feito à vista ou em até 180 parcelas. Com a nova regra, o governo facilitou ainda mais a vida dos devedores. O governo espera arrecadar R$ 12,5 bilhões.

O contribuinte que já tem um Refis poderá optar pelo novo programa e os débitos que já foram parcelados poderão ser incluídos nesse novo parcelamento. A questão é que parece que está sendo melhor se tornar um devedor a manter suas contas em dia com a União, estados e municípios.

O
 contribuinte que paga suas contas sempre em dia pode pensar que talvez dever para o governo pode ser uma alternativa a uma fase de menor receita ou até mesmo de investimentos. Muitos empresários vislumbram uma oportunidade de ampliação do seu negócio, mas não dispõem de dinheiro, pois se preocupam em honrar todas as suas despesas em dia. Se esta "facilidade" continuar se repetindo pode levar o governo a ver um avanço dos inadimplentes. Por outro lado, ao tomar essa medida o governo está procurando recompor o seu caixa, já que viu sua receita com arrecadação cair.

Incentivar e criar facilidades para que os devedores possam colocar a casa em dia é muito importante. Talvez, se o governo criasse incentivos para que as dívidas fossem pagas em dia o número de devedores seria menor e ele não precisaria criar incentivos posteriores.

Fonte: DCI – SP

 

 
   

Grupo Segeti - R. Doutor Olavo Egídio, 812 - Santana - São Paulo / SP - Telefone: (11) 2971-5500 | Design e Otimização por Barutti.com.br