003.jpg
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/947435Fiscontal.jpglink
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/467488837198002.jpglink
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/146270Segeti_Silva.jpglink
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/990153Sem_t__tulo_1.jpglink
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/900985ARQFISCO.jpglink
Fiscontal The accounting as a source of resistance to the economic crisis SS Tap Arq Fisco


Empreendedorismo: veja 10 erros comuns no marketing digital PDF Imprimir E-mail


Por Eric Santos


Empresas que implementam suas marcas de forma errada podem se frustrar com os resultados na web

A internet é um meio poderoso para a sua empresa atrair, converter e reter clientes. O problema é que muitas companhias implementam as marcas de forma errada na web e acabam se frustrando por não conseguir os resultados prometidos.

Confira dez erros cometidos com frequência no marketing digital.


1. Não ter uma persona clara


T
er uma ideia muito clara do público-alvo e de suas características é o ponto de partida básico para a ação nas redes. Há empresas que levam isso tão a sério que chegam a criar bonecos representando os seus clientes.

2. Ter todo o conteúdo somente sobre a própria empresa

Não adianta ter blog ou newsletter se tudo o que é publicado são fotos da última festa, anúncios de contratação ou aquisição de um novo cliente. Esse tipo de conteúdo não pode passar de 10% do total.

3. Não ensinar

Esse seria o antídoto para o problema anterior. Pense sempre em ensinar ao visitante algo sobre o tema do seu negócio, algo que o ajude a resolver problemas reais.

4. Escrever “bonito”

Muitos se empolgam com o papel de autor e tentam transformar os textos em obras poéticas, com linguajar rebuscado. Conteúdos eficientes são o oposto disso: objetivos e com recomendações práticas.

5. Ser técnico demais

O objetivo de um blog não é impressionar os experts da sua área com textos que mais parecem artigos científicos. É preciso mastigar seu conhecimento e transformá-lo em algo simples de assimilar.

6. Ser raso demais

É o caso oposto. O conteúdo é tão raso que não transmite autoridade e não agrega nada. Geralmente, é um problema quando se terceiriza a produção para outras empresas ou profissionais inexperientes.

7. Não ter consistência

Assim como uma revista ou jornal, o conteúdo de uma empresa precisa ter consistência de formato e principalmente periodicidade, que é onde as empresas normalmente mais escorregam. Também é preciso ter paciência, pois os resultados não chegam da noite para o dia.

8. Não ter conteúdo para os diferentes estágios de compra

Conteúdo educativo é fundamental, mas também é importante dar informações para potenciais clientes que estão mais avançados no funil.

9. Não escrever para o Google

Fazer conteúdo sem uma boa pesquisa de palavras-chave é dar tiro no escuro. Isso serve como um termômetro da demanda real e da competição por diferentes assuntos. Além disso, é importante usar técnicas básicas de SEO - trabalho de otimizar um site de modo que ele fique mais acessível aos sites de busca - para garantir que as páginas sejam devidamente indexadas.

10. Não promover de forma inteligente

Ter ótimo conteúdo não é garantia para que o mesmo seja visto por muitos. É preciso promovê-lo nos canais próprios da empresa (e-mail, redes sociais, etc.) e alavancá-lo através de outras pessoas e de veículos que já falam com a audiência desejada. São relacionamentos reais que garantem exposição virtual.

F
onte: Diário do Comércio

 

 
   

Grupo Segeti - R. Doutor Olavo Egídio, 812 - Santana - São Paulo / SP - Telefone: (11) 2971-5500 | Design e Otimização por Barutti.com.br