001.jpg
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/947435Fiscontal.jpglink
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/467488837198002.jpglink
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/146270Segeti_Silva.jpglink
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/990153Sem_t__tulo_1.jpglink
http://gruposegeti.com.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/900985ARQFISCO.jpglink
Fiscontal The accounting as a source of resistance to the economic crisis SS Tap Arq Fisco


Governança? Isso não é pra mim PDF Imprimir E-mail
Sexta, 08 de Maio de 2015 06:00

É comum ouvirmos nos jornais, televisão, que determinada empresa está implantando a Governança ou que outra empresa não a vem cumprindo (como é o caso da nossa maior estatal).

A Governança Corporativa ganhou muito destaque nas últimas décadas em razão de dois fatores: muitas empresas familiares atingiram certo nível de crescimento que urgiu por maior profissionalismo e o mercado (Bovespa, instituições financeiras etc.) passou a requerer algumas práticas para garantir maior respaldo para fornecer linhas de crédito, emitir ações, dentre outros.

Ainda que essa divulgação seja importante, traduz uma falsa ideia de que apenas grandes empresas (sejam familiares ou não) devem atentar às práticas de Governança. Em verdade, a Governança Corporativa deve ser implementada por empresas de qualquer tamanho, desde grandes grupos familiares do ramo de cimentos a até lojas de shopping centers, clínicas médicas, escritórios... Para tanto, basta adequar os princípios da Governança ao tamanho e grau de maturidade do negócio.

Mas, voltando um pouco no assunto, o que afinal é a Governança Corporativa?

Pode ser traduzida como um conjunto de instrumentos de gestão e monitoramento da empresa, com foco na transparência, eqüidade, prestação de contas e responsabilidade corporativa. A Governança institui práticas como a presença de Comitê de Auditoria, Conselho de Administração, entre outras, que buscam melhorar a gestão da empresa, além de redução das fragilidades nos processos e maior transparência.

Como a abordagem geralmente encerra por aí, fica o entendimento – equivocado – de que realmente apenas as grandes empresas devem dar atenção à Governança. Afinal, não faz sentido o dono de um consultório, petshop, academia, gastar tempo pensando em estruturar um Comitê Fiscal ou algo do tipo.

Entretanto, ainda que realmente uma empresa de pequeno ou médio porte (até mesmo algumas de grande porte) não tenha estrutura para implementar Conselhos e Comitês, toda empresa deve recepcionar as práticas de Governança, adequando-as ao seu tamanho e grau de maturidade. “Em miúdos”, pode-se remeter aos dois exemplos listados anteriormente: Comitê de Auditoria e Conselho de Administração.

Sobre o Comitê de Auditoria, qualquer empresa pode instituir ações que busquem reduzir as fragilidades de seus processos, como as seguintes:- Auditoria sobre os controles internos e sobre adequação à legislação;- Segregação de funções, de modo que quem paga, aprova o pagamento e confere os pagamentos realizados sejam pessoas com funções diferentes; e- Padronização de procedimentos internos.

Sobre o Conselho de Administração, ações como as seguintes também podem ser implantadas:

- Realização de reuniões com os diversos setores para discussão exclusiva aspectos estratégicos devem ser discutidos com os diversos setores da empresa, de modo a melhor estruturar os objetivos estratégicos e alinhar a empresa, para que todos os departamentos estejam coesos nos mesmos objetivos;

- Definição do organograma da empresa e descritivo de responsabilidades;

- Emissão de relatórios de controladoria, que suportem a condução da empresa, possibilitando que os gestores se afastem das atividades operacionais para focar nas ações estratégicas.

A Governança tem a finalidade de profissionalizar a administração da empresa, independentemente do seu tamanho. Portanto, entendê-la é importante para avaliar que práticas podem ser adotadas, de modo a trazer benefícios ao dia-a-dia como segurança à gestão, suporte para tomada de decisões e crescimento sustentável.

FONTE: Administradores.com

 

 
   

Grupo Segeti - R. Doutor Olavo Egídio, 812 - Santana - São Paulo / SP - Telefone: (11) 2971-5500 | Design e Otimização por Barutti.com.br